JURA EM PROSA E VERSO

 

 MAÇONARIA

 

VIVA A MORTE DE CADA DIA

 

Alexandre Rangel

 

 

Um jovem aprendiz foi procurar o seu mestre com um grande temor: ele temia a morte. Chegando ao templo, o aprendiz ajoelhou-se e abriu seu coração:

O mestre, pacientemente, ajoelhou-se ao lado do discípulo e disse:

O mestre:

Vendo que o semblante do aprendiz tinha dado os primeiros sinais de alegria, o mestre continuou sua explicação:

O mestre:

Do livro: “As mais belas parábolas de todos os tempos vol. II” – Alexandre Rangel (Adaptado Luciano José Antunes Urpia)